AC/DC: um show, de verdade!

by

Antes tarde do que nunca, posto aqui palavras sobre o show histórico da banda australiana do mais puro Rock’n Roll:

Que a grande maioria dos fanáticos pela banda (inclusive nós) já cansaram de ver e rever vídeos de shows passados, isso é fato. Porém, assistir ao vivo à performance dos australianos são outros “quinhentos”. Um espetáculo aguardado durante uma adolescência inteira, e que veio pra ficar cicatrizado na memória de todos os que presenciaram a uma noite de puro deleite aos olhos e ouvidos diversos. Um show para os Deuses do Rock e para os malucos aficcionados pelo puro e bom Rock`n Roll que somente o Ac/Dc consegue imprimir. Diria que inenarrável em grande parte do sentimento que toma conta durante o espetáculo. Contudo, tentarei demonstrar através das minhas humildes palavras os fatores que fazem, e fizeram, desse show algo memorável. Mesclarei fatos pessoais pré-show como aspectos ténicos.

A apreensão gerada pelo grande show proporcionou-me uma noite mal dormida, o que prejudicou ainda mais foi a questão do voo ser cedo pra caralho. A caoticidade de São Paulo, cidade escrota, por sinal, foi contribuindo para que o show fosse ainda mais merecido. Ao decirmos ir ao Morumbi às 15 horas, diante de um sol escandante e de uma esperada entrada cedo nos portões do inferno, acabou se tornando uma indiada: fila gigantesca de baixo de um sol e uma umidade que São Paulo trazia. O pior foi que a chuva, mas chuva mesmo, resolveu mesclar o tempo. A teimosia por não comprar as singelas capas de chuvas, que mais pareciam plásticos de camisas vendidas por camelôs, não venceu a friaca e o medo de molhar os bolsos, mais precisamente os ingressos. Por final, a desorganização e abertura dos portões tardiamente só veio a fazer com que o pessoal ficasse ainda mais indignado e raivoso à espera do espetáculo.

Com relação à abertura do show, eu simplesmente não sei ainda o que Nazi estava fazendo lá. Covers ridiculamente interpretados pelo péssimo vocalista que ele é. Nem mesmo Andreas Kisser, um dos grandes nomes da guitarra metaleira, foi capaz de evitar a desgraça. Fadado à derrota desde a confirmação de que abriria o show, Nazi – que esteve diante da chance de sua vida como músico – não fez por merecer em nada, representando o ponto mais baixo, e diria também patético, do espetáculo como um todo. Desastre!

Minutos depois, quando o palco se iluminou com um vídeo no telão principal e nos outros dois laterais, a galera veio a baixo. Um desenho bem ao estilo AC/DC: Rock’n Roll, mulheres gostosas e um trem (sim, afinal o último disco e a turnê representam Black Ice e o Rock’n Rol Train). O entusiasmo do pessoal foi tanto que ficou difícil acompanhar o curta. Quando a banda entrou, ao término do vídeo (disponível em suas milhares de filmagens pelo Youtube), o empurra-empurra foi ainda maior, sendo impossível desfrutar da maneira adequada as primeiras 3 músicas, entre elas Rock’n Roll Train, Hell Ain’t a Bad Place To be e a clássica Back in Black. Por um momento acreditei que o esmagamento continuaria inevitável e a apreciação do espetáculo ficasse comprometida. Foi aí que…

Devido à intervenção magistral dos seguranças, a baderna de paulistas – que em sua grande maioria não sei o porquê estavam no show (eis o desconhecimento quase que absoluto do repertório da banda) – acalmou-se e foi aí que o espetáculo começou, pelo menos para nós. A partir de então o deleite foi sensacional.

Deixo meus comentários em aberto para que o novo colaborador do blog, Caetano Bertolucci, venha a nos presentear com os complementos necessários, em uma dupla crítica.

Avaliação: 10

2 Respostas to “AC/DC: um show, de verdade!”

  1. Paulo Zart Says:

    Aí, galera. Muito bom falar sobre o Show do AC/DC, pois estive lá também, e diga-se de pasagem que presenciar, novamente, as feras do Rock ‘n Roll é de uma grande satisfação em especial para mim. Curti estes malucos lá no Rock in Rio/1985, foram dez dias de loucura total, acampados no camping da Paz, eu e mais muitos malucos de Brasil afora e alguns gringos também estavam por lá.A banda AC/DC tocou em duas noites magníficas, inesquecíveis. Neste ano que se passou/2009, foi mais especialo Show e o delírio tomou conta de mim com lágrimas nos olhos, quando meu filho, ao meu lado, gritou: “Pai, é Loucura, loucura, maior loucura da vida”. Depois, disto, não preciso dizer mais nada.

  2. Lucas Says:

    ac dc é DEMAISS!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!! EU SOU SEU FÃN NUMERO 1111111111111111111

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s


%d bloggers like this: